Partilha de Teresa Fonseca: O Meu Caminho

PT O desafio foi lançado aqui, a Teresa respondeu ao mesmo num testemunho emocionado e contagiante, na esperança que motive outros a partirem e a fazerem o seu próprio Caminho! Obrigada! :) NOTA: O conteúdo (texto e fotografias) são da inteira … Continuar a ler

Caminhada / Walk: Levada do Moinho

A Levada do Moinho faz parte dos Percursos recomendados pela Direcção Regional do Turismo, PR 7. O seu nome deve-se aos moinhos que existiram ao longo da levada, mas actualmente consta apenas um e em mau estado de conservação. A … Continuar a ler

Caminhada / Walk: Monte – Terreiro da Luta

Sexta-feira Santa é um dia especial. Apela ao recolhimento, ao distanciamento dos ruídos diários, à reflexão e à oração. Assim, o dia foi aproveitado para uma caminhada até o Terreiro da Luta que, sendo relativamente próximo do Funchal, transporta-nos para outra realidade. O … Continuar a ler

Livro “Uma Mulher no Topo do Mundo”/ Book “A woman on top of the world”

PT / EN (English version, please scroll down!) Numa sociedade que exige cada vez mais a perfeição e em que esse lado é diariamente e amplamente anunciado e partilhado, o livro “Uma Mulher no Topo do Mundo” surge um pouco … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 42. Bandeira – Santiago de Compostela. Dia apoteótico / Apotheotic day

PT /EN Etapa 42: Bandeira – Santiago de Compostela (33,8 km) À hora marcada o despertador vibra, são 3 horas da madrugada. Na verdade, quase não precisaria de colocar o alerta, a noite foi mal dormida dada a ansiedade. Levanto-me, levo … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 41. Castro Dozón – Bandeira (35,2 km). Fénix renascida / Phoenix reborn

PT /EN Etapa 41: Castro Dozón – Bandeira (35,2 km)  Conforme combinado ontem, saio cedo do albergue com a Krystyna. A maioria dos peregrinos vai fazer uma etapa curta até A Laxe, o objectivo da Krystyna é chegar até Silleda e … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 40. Cea – Castro Dozón. Desilusão e despedida precoce / Disillusion and premature farewell

PT /EN Etapa 40: Cea – Castro Dozón (13 km) Se há dia em que todos os planos saíram furados, foi no de hoje e começou logo bem cedo. Tinha fica combinado encontrar-me com os rapazes na praça no centro … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 39. Ourense – Cea. Encontro de jovens / Youth meeting

PT /EN Etapa 39: Ourense – Cea (22,1 km) Hoje é o dia de experimentar os novos sapatinhos e pelo menos uma coisa é certa, os pés molhados não voltarei a ter até ao fim! Yupi! Aconselharam-me a levar na mesma … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 37. Laza – Xunqueira de Ambía. Tudo o que sobe, desce! / What goes up, comes down!

PT /EN Etapa 37: Laza – Xunqueira de Ambía (33,2 km) Hoje de manhã, antes de sair do albergue, despeço-me do Loïc e da Armel e peço para tirar uma foto, embora ainda estejamos um pouco ensonados. A Armel não … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 36. A Gudiña – Laza. Caminhar, uma terapia / Walking as a therapy

PT /EN Etapa 36: A Gudiña – Laza (42 km) À saída da pensão é notório que choveu durante a noite, as ruas estão lavadas e o reflexo da iluminação no pavimento tem um brilho diferente. Apesar de agora termos uma … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 35. Lubian – A Gudiña. Dia molhado, dia abençoado / Rainy day

PT /EN Etapa 35: Lubian – A Gudiña (23,8 km) Desperto na expectativa de ver se a chuva continua a cair, enquanto não me sai da cabeça uma música de infância da qualsó me lembro do tom e não da letra … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 31. Santa Croya de la Tera – Rionegro del Puente. Montanha-russa / Roller coaster

PT /EN Etapa 31: Santa Croya de la Tera – Rionegro del Puente (29 km) Desperto com dores na perna, mais que as habituais. Ontem, por me sentir tão bem, talvez tenha exagerado no ritmo e hoje o corpo ressente-se. Das primeiras … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 30. Tabara – Santa Croya de la Tera. Estás feliz? / Are you happy?

PT /EN Etapa 30: Tabara – Santa Croya de la Tera (22,6 km) A noite não foi muito descansada e acordo com alguma preguiça. Tomamos o pequeno-almoço comunitário e saímos, eu sem grande entusiasmo. Apesar de estar fresquito a esta … Continuar a ler

Camino Sanabrés: 29. Granja de Moreruela – Tabara. Um presente / A gift

PT /EN Etapa 29: Granja de Moreruela –  Tabara (25,3 km) Hoje, para nós, é o fim da Via de la Plata. O traçado original desta estrada romana liga Mérida a Astorga, mas como continuar até lá implica chegar a Compostela … Continuar a ler

Via de la Plata: 28. Montamarta – Granja de Moreruela. Atchim / Atchoo

PT /EN Etapa 28: Montamarta –  Granja de Moreruela (22,9 km) O dia amanhece com chuva, choveu toda a noite e as previsões são que continue pelo menos até amanhã! Aproveito os últimos momentos com os pés secos e confortáveis enquanto … Continuar a ler

Via de la Plata: 27. Zamora – Montamarta. Lar doce Lar / Home sweet Home

PT /EN Etapa 27: Zamora –  Montamarta (18,6 km) Esta manhã temos direito a pequeno-almoço comunitário! A maioria das pessoas aproveita esta benesse e, depois da noite de ontem, voltamo-nos a reencontrar todos à mesa. À saída, as hospitaleiras despedem-se de … Continuar a ler

Via de la Plata: 26. Villanueva del Campeán – Zamora. Surpresa! / Surprise!

PT /EN Etapa 26: Villanueva del Campeán –  Zamora (18,6 km) O dia amanhece parcialmente nublado e um pouco mais fresco do que o costume. Para mim continua a ser uma temperatura agradável para caminhar, mas quando se fazem paragens em … Continuar a ler

Via de la Plata: 21. Calzada de Béjar – Fuenteroble de Salvatierra. Viagem ao centro de mim / Journey to the center of me

PT /EN Etapa 21: Calzada de Béjar –  Fuenteroble de Salvatierra (20,2 km)  Não há dois dias iguais e, se ontem o estado de espírito e os pés colaboraram, hoje, esperava-me exactamente o oposto. Transcrevo directamente do meu caderninho: “… … Continuar a ler

Via de la Plata: 19. Oliva de Plasencia – Aldeanueva del Camino. Ainda falta muito? / There is still much?

PT /EN Etapa 19: Oliva de Plasencia – Aldeanueva del Camino (30 km) Nesta fase da peregrinação, penso que o corpo já devia estar habituado a este esforço físico, mas infelizmente, ele não é da mesma opinião. Acordei ainda cansada dos … Continuar a ler

Via de la Plata: 18. San Gil – Oliva de Plasencia. Sedenta / Thirsty

PT /EN Etapa 18: San Gil –  Oliva de Plasencia (30 km) A noite foi bem dormida embora nesta fase seja estranho ter um quarto só para mim e de manhã poder acender a luz e arrumar as coisas tranquilamente sem … Continuar a ler

Via de la Plata: 17. Grimaldo – San Gil. Nasceu uma família / A family was born

PT /EN Etapa 17: Grimaldo  – San Gil (20 km) + 2 horas Quando saímos esta manhã do albergue, estávamos longe de imaginar tudo o que nos viria a acontecer! Não consegui dormir descansadamente e isso reflectiu-se de manhã nalguma falta … Continuar a ler

Via de la Plata: 16. Embalse de Alcantara – Grimaldo. Paisagem mutável / Mutable landscape

PT /EN Etapa 16: Embalse de Alcantara – Grimaldo (20,3 km) Desperto com menos dores do que nos últimos dias, o que é algo motivador para começar a jornada, embora impere alguma preguiça. Nada como ter uma subida logo à saida … Continuar a ler

Via de la Plata: 15. Casar de Cáceres – Embalse de Alcantara. Os meus convidados / My guests

PT /EN Etapa 15: Casar de Cáceres – Embalse de Alcantara (21,8 km) Durante a noite deu para descansar e recuperar um pouco dos últimos dois dias, por isso, começo o dia animada. À saída do albergue, vejo o Pepe … Continuar a ler

Via de la Plata: 14. Valdesalor – Casar de Cáceres. Reencontros / Re-encounters

PT /EN Etapa 14: Valdesalor – Casar de Cáceres (22,8 km)  Esta manhã acabamos todos por sair do albergue mais ou menos à mesma hora rumo a Cáceres, mas ao longo do trajecto as distâncias entre nós vão aumentando. Como está … Continuar a ler

Via de la Plata: 13. Alcuéscar – Valdesalor. Jantar de despedida / Farewell dinner

PT /EN Etapa 13: Alcuéscar – Valdesalor (25,7 km) Desperto cedo com o reboliço dos madrugadores que vão entrando e saindo do quarto para irem à casa-de-banho. Quando vêem que dormi no sofá, perguntam se está tudo bem. Claro que sim, … Continuar a ler

Via de la Plata: 12. Aljucén – Alcuéscar. Dia da Mãe / Mother’s Day

PT /EN Etapa 12: Aljucén – Alcuéscar (20 km) Esta manhã Brigitte pergunta se me incomodo que caminhemos juntas. Claro que não! Faz questão de oferecer um chá enquanto toma o pequeno-almoço no bar da povoação. Assim que terminamos estão os … Continuar a ler

Via de la Plata: 9. Villafranca de los Barros – Torremejía. Travessia do Deserto / Crossing the Desert

PT / EN Etapa 9: Villafranca de los Barros – Torremejía (27,4 km) Noite mal dormida devido às dores nos pés. Também a antecipação da etapa, não dava grande tranquilidade, esperevam-nos longas rectas entre vinhedos, num dia de calor imenso e … Continuar a ler

Via de la Plata: 8. Zafra – Villafranca de los Barros. Sessão de Coaching / Coaching session

PT / EN Etapa 8: Zafra – Villafranca de los Barros (18,2 km) Depois de uma noite de luxo, estou pronta para um novo dia! A etapa será curta, com uma subida logo ao ínicio, seguida de descida, mas nem por … Continuar a ler

Via de la Plata: 6. Monesterio – Calzadilla de los Barros. Estar só não é solidão / Being alone is not solitude

PT / EN Etapa 6: Monesterio – Calzadilla de los Barros (27,6 km) Noite bem dormida, energia e boa disposição repostas! À saída do albergue, conheço o Jürgen, um alemão, que me acompanha um pouco. Pretende fazer uma etapa muito mais … Continuar a ler

Via de la Plata: 2. Guillena – Castilblanco de los Arroyos. A Primeira Tentação / The First Temptation

Livro “Um Caminho para Todos – Diário de uma peregrina no Caminho de Santiago, Via de la Plata e Camino Sanabrés” Book: “A Camino for All – A Pilgrim’s Diary on the Camino de Santiago, The Via de la Plata and … Continuar a ler

Via de la Plata: 1. Sevilla – Guillena, A Materialização de um Sonho / The Materialization of a Dream

PT / EN Etapa 1: Sevilla – Guillena (22,2 km) O dia começou cedo, embora no meu quarto, os restantes ocupantes continuassem a descansar. A noite tinha dado para descansar, mas o sono foi instável dada a ansiedade de começar … Continuar a ler

Madeira: atenção, atenção! :)

Tenho saudades de estar com peregrinos! Na última temporada que estive no Porto, através de um repto lançado, tive o privilégio de conhecer um grupo maravilha (aqui). Na altura, era apenas para a concretização de uma tarefa específica, verificar a … Continuar a ler

Partilha de David Prior II: Camino Primitivo 2014 – la puesta a prueba tres años después

PT / ES O Caminho tem destas benesses: conhecer outras pessoas que se tornam amigos apesar da distância geográfica. É com enorme alegria que vou acompanhando o percurso do David, um exemplo de superação diária (ao ler o texto percebe-se … Continuar a ler

Caminho: Procura companhia? / Are you looking to walk with someone?

PT / EN Muitos são os que sentem vontade de percorrer o Caminho de Santiago, mas que sucumbem no primeiro “contratempo”: a falta de companhia, alguém das suas relações próximas com o mesmo objectivo. Das mensagens (e alguns telefonemas) que … Continuar a ler

Passeata no Domingo

Os treinos continuam e as “despedidas” acumulam-se :) Próxima passeata/café andante, este Domingo, 6 Abril. Ponto de Encontro:  Clérigos (torre), 8h Percurso: Clérigos, Praça do Cubo, marginal até ao Passeio Alegre, Castelo do Queijo, atravessar o Parque da Cidade, Avenida da Boavista até … Continuar a ler

“Despedidas”, preparação física e convívio

O mote estava lançado: “despedidas”, preparação física e convívio! São vários os membros do grupo que em breve vão partir para o(s) Caminho(s) de Santiago, portanto, nada como aproveitar um belo Domingo de sol para estarmos juntos e cumprir vários … Continuar a ler

Próxima passeata: Espinho

No próximo Domingo vamos aliar as boas-vindas da Primavera com uma passeata de preparação física, já que são várias as pessoas que em breve partirão para o Caminho de Santiago. Como sempre, é tudo muito informal! Está previsto almoçarmos por … Continuar a ler

Só vs Acompanhado

Questão tantas vezes levantada: ir só ou acompanhado? Se possível, o melhor é diversificar (pelo menos na fase de treinos, quando o poder de escolha é maior), pois as vantagens são diferentes. * Acompanhado: – motiva para não faltar aos … Continuar a ler

Albergue de Peregrinos do Mosteiro de Vairão

O Albergue de Peregrinos em Vairão, a cerca de 25 km do Porto, abriu portas a 25 de Julho (dia de S. Tiago) deste ano. Actualmente, conta com 50 camas disponíveis, mas o objectivo é alargar este número ao longo … Continuar a ler

O Porto acordou com mais setas!

Em toda a existência deste cantinho, a maior ocorrência de mensagens e contactos, foi após a referência à falta de algumas setas e ao desafio para o “mapeamento” das mesmas no Porto, a 1 de Setembro, que foi confundido como … Continuar a ler

Partilha de David Prior: “De un reto a un camino de descubrimientos y experiencias”

De todas as coisas positivas que o Caminho tem, desta vez, destaco duas: a capacidade de pôr tudo em perspectiva e as amizades que se fazem. O David e o amigo, foram dois presentes no meu Caminho! Não fazíamos grandes … Continuar a ler

Maravilhoso mundo das Caminhadas

Quantas vezes deixamos de ir caminhar/passear por não ter companhia? Ou por estarmos cansados de estar sempre a repetir os mesmos trajectos? As caminhadas em grupos grandes (entenda-se mais do que 10 pessoas) faziam-me confusão, por achar que eram demasiado … Continuar a ler

Caminhada em Vilar de Perdizes

Vilar de Perdizes, aldeia sobejamente conhecida pelas ligações esotéricas (nas quais não me vou alongar), foi o cenário para um dia muito bem passado, com o grupo Vamos Ali, pela Rota dos Contrabandistas. Acompanhados todo o dia também pelo Sr. Padre, … Continuar a ler

Ironia do destino

Quando há pouco mais de um ano começou oficialmente este projecto, estava longe de imaginar as voltas que isto iria dar. O primeiro post dizia: “Bem-vindos! Hoje começa oficialmente este novo projecto, desafio e sonho! A 3 dias da comemoração … Continuar a ler

Passeata 13-10-13

O dia ameaçava e a chuva acabou por chegar mais cedo do que era suposto. Mesmo assim, não faltou a boa disposição e a vontade de levar até ao fim o plano traçado! Desta vez, um grupo mais reduzido, mas … Continuar a ler

Caminhada pela marginal

Próximo Domingo (dia 13) vou fazer uma passeata para aproveitar enquanto está bom tempo e porque o tempo livre ao fim-de-semana, à partida, será escasso a partir da próxima semana. Não será nada muito organizado (como de costume), mas quem … Continuar a ler

Rescaldo: Porto – Espinho

Começamos manhã cedo, com frio e dia cinzento, mas depressa aqueceu e tornou-se num dia magnífico. Obrigada aos 26 participantes pela paciência e boa disposição: Luís, (amigo),  José, Mafalda, Stiliano, António, Pedro, Sérgio, José F., Rui, Ana Paula, Paula, Vera, … Continuar a ler