Partilha de Teresa Fonseca: O Meu Caminho

PT

O desafio foi lançado aqui, a Teresa respondeu ao mesmo num testemunho emocionado e contagiante, na esperança que motive outros a partirem e a fazerem o seu próprio Caminho! Obrigada! :)

NOTA: O conteúdo (texto e fotografias) são da inteira responsabilidade do(s) seu(s) autor(es).

O MEU CAMINHO

TF 1

Trabalho numa aldeia por onde passa o Caminho de Santiago.

Lembro-me que desconhecia o que era fazer o Caminho de Santiago. Via todos os dias peregrinos, quase sempre sozinhos. Quando passava por eles, por precaução e por atração reduzia a velocidade do meu carro para observar, fascinada, a leveza e a paz que pareciam transmitir.

Um dia, comprei um livro de Luís Ferreira “Entre o Silêncio das Pedras” Li-o com muita calma e de uma forma muito introspetiva. No final, ficou um desejo enorme de fazer o Caminho, embora pensasse que nunca o iria fazer. Poucos dias depois decidi que tinha chegado a hora de fazer alguma coisa por mim e disse “Eu vou!”.

Mas havia uma condição, não queria fazer o Caminho com ninguém que conhecesse as minhas dores, os meus problemas e as minhas fraquezas. Queria ir limpa! Por isso, a solução era ir sozinha. Por um acaso, encontrei num Grupo de Peregrinos de Santiago a Joaquina. Combinamos ir juntas, mas ficou simplesmente um acordo, que poderia ser quebrado.

Durante sete meses preparei-me física e espiritualmente. Contactei a Via Lusitana, pesquisei, comecei a preparar a minha mochila, falei com pessoas que já tinham feito o Caminho.

A contagem decrescente começou a ser em meses, depois em semanas e finalmente em dias. À medida que o tempo ia passando comecei a sentir uma inquietação deliciosa, comecei a sentir borboletas na barriga.

Finalmente chegou o dia tão esperado para a grande viagem de Tui a Santiago, a pé com uma pessoa que não conhecia.

TF 2

 

Dia após dia percorremos o Caminho. Umas vezes em silêncio, outras a conversar, umas vezes divertidas, outras cansadas. O que prevalecia era a nossa vontade e a nossa força.

Percebi que apesar de saber algumas coisas, não sabia nada. Porque agora sei que o Caminho é único, eu fiz o Meu Caminho. Não percorri apenas quilómetros, fiz uma viagem interior.

O que senti é inexprimível, não consigo descrever sentimentos tão intensos como paz, liberdade, encontro, emoção, força, libertação, determinação.

O que inicialmente parecia ser uma aventura, afinal era tão simples, especial e sensitivo. Os odores da natureza; a luz da noite, do amanhecer, do dia e do entardecer; o sabor da gastronomia; os sons da brisa, da água, dos passarinhos, o silêncio. O silêncio é encantador! Os albergues, o espírito de peregrino, as cidades, os bosques. Era tudo mágico e deslumbrante.

TF 5

No dia da chegada a Santiago não sei bem se sentia o desejo de chegar ou já a nostalgia do Caminho. Quando estava a percorrer os últimos quilómetros, sei que queria ir devagarinho, sem pressa de chegar, queria saborear e disfrutar de cada segundo.

Queria fazê-lo em silêncio!

A chegada foi emocionante, sentida e quando terminei decidi que iria voltar tantas vezes quantas as que me fossem possíveis.

O Caminho não foi feito nos seis dias a caminhar. O Caminho foi iniciado quando disse para mim “Eu vou!” porque naquele dia eu senti que tinha de mudar e mudei. A essência continua a mesma, mas a forma de estar e encarar a vida essa não!

 O Caminho contínua.

Autora: Teresa Fonseca

 

Outras partilhas:
– Teresa Fonseca: “O Meu Caminho”
– Mário C. e Teresa V.: “Sentir o Caminho”
– Cláudia Gouvinhas: “Comecei a caminhar tarde…”
– David Prior II: “Camino Primitivo 2014 – la puesta a prueba tres años después
– Joana Vaz Teixeira: “Caminhando se faz o Caminho”
– Daniela Mello : “Falar do Caminho de Santiago tira boa parte do encanto que é vivê-lo”
– David Prior: “De un reto a un camino de descubrimientos y experiencias”
– Luís: “Caminho de Santiago: Grandes dúvidas e grandes desafios”
– Juciara Nepomuceno: “Três lições do Caminho”
– David Rodrigues: “KM 0 – Quando pensares que o Caminho terminou…”

Anúncios

8 thoughts on “Partilha de Teresa Fonseca: O Meu Caminho

  1. Teresa
    Procuraste o céu e encontraste a paz e um Novo Caminho para a Vida. Renasceste nesta Caminhada e eu fico muito feliz pela “Nova Teresa”. Que o teu novo Caminho continue pleno de Paz e Felicidade.

    Fernanda

  2. Texto bonito, Teresa. Simples, sincero, honesto e, por isto tudo, bonito. Como bonitas, e adequadas, são as fotos que o acompanham. Mesmo aquela que parece fora de contexto, a da catedral de Compostela coberta por andaimes e redes, só nos confirma tua conclusão: a catedral anterior irá reaparecer igual, mas diferente; renovada, apesar de ser a mesma; firme e preparada para enfrentar o devir; contínua, como o Caminho é contínuo; ali continuando, assim como o Caminho, e o teu caminho, continuam. Bom Caminho, peregrina.
    João

    • Obrigada João, foi o Caminho que te pôs na minha vida. Estou-te grata pela força que me destes. Um beijinho

  3. “PRIMA ” Teresa que testemunho fabuloso . Enquanto li fiquei com borboletas de vontade de ir. 😆. Nunca é tarde como dizes VALEU A PENA. BEIJOCAS

    • Então põe a mochila e vai. Não precisamos de coragem, precisamos de vontade e determinação. Foi das coisas mais bonitas que já fiz na minha vida, por isso vou voltar em breve. Um beijinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s