Levada/Walk: dos Cedros

PR 14 – Levada dos Cedros

Nível de dificuldade: Médio
Início: E.R. 209 (Fanal)
Fim:
E.R. 209 (Curral Falso)
Distância: 5,8 km (ida + 5,8km regresso)
Altitude máxima: 1130 m
Altitude máxima: 840 m
Acesso: Apenas por automóvel

“Este trilho de 5,8 Km leva 3 horas a ser percorrido, tendo início no Fanal, no planalto do Paul da Serra e atravessa a floresta Laurissilva. O percurso acompanha a Levada dos Cedros até à Ribeira da Janela.

O trilho tem início na Estrada Regional 209 zona do Fanal e finaliza na mesma Estrada mas na zona do Curral Falso, numa extensão de 5,8 Km com uma duração de 3h. O trilho acompanha a Levada dos Cedros até à freguesia da Ribeira da Janela.

Ao iniciar o percurso pode observar a zona do Fanal, classificada como Reserva de Repouso e Silêncio, integrando a área de Parque Natural da Madeira. Aqui encontrará um bosque de tis (Ocotea foetens) centenários, realçando alguns exemplares que resistem ao longo do tempo mesmo antes do descobrimento da ilha.

A Levada dos Cedros tem a sua origem nos afloramentos hídricos do Lombo do Cedro, a 1000 metros de altitude, localizada na encosta da margem direita da Ribeira da Janela. Esta levada foi construída no século XVII, considerada uma das mais antigas construídas na ilha, sendo a mesma escavada no solo da encosta e apenas calcetada em zonas onde o solo é mais friável.

Este trilho está integrado numa área de coberto florestal indígena da Madeira, em bom estado de conservação e desenvolvimento, uma das florestas indígenas da Madeira e que está classificada como Património Mundial Natural desde 1999 e integra a Rede Natura 2000.

No decorrer do percurso pode observar a evolução na dimensão das espécies indígenas, encontrando exemplares arbóreos com 30 a 40m de altura, como o Loureiro (Laurus novocanariensis), Til (Ocotea foetens), Vinhático (Persea indica).

O traçado da levada dos cedros desenvolve-se sempre pela declivosa encosta da margem direita da Ribeira da Janela até ao sítio da Entrosa, para depois flectir em direcção a norte, até ao final no Curral Falso, permitindo a ligação à Vereda da Ribeira da Janela, dando acesso a um núcleo populacional.”
(Fonte Visit Madeira)

No regresso, em vez de percorrermos novamente a levada, optámos seguir pela Estrada Regional 209 até ao ponto ponto inicial para fugir à lama e encurtar um pouco o trajecto e, para nós, esta acabou por ser mesmo a melhor opção.

Pontos positivos: 
– com excepção do primeiro 1,3km (se começar do lado do Fanal) é percurso sem muito desnível;
– embora com algumas alturas, faz-se bem, pois tem quase sempre vegetação a proteger e/ou corda nos locais menos propícios;
– a manutenção realizada neste percurso é boa (protecções, pontes, …);
– percurso ideal para dias de calor, pois grande parte do trajecto é feito à sombra, graças à vegetação que nos protege;
– é um percurso muito bonito, em que nenhuma das fotografias faz jus à beleza do mesmo, pelos tons de verde, o chilrear dos passarinhos, o som da água a correr, a frescura, o silêncio.

Pontos a ter em conta:
– levar água e farnel, sem pontos de venda próximos.
– cuidado com o piso escorregadio, a lama é uma constante;
– levar um par de meias extra para trocar no final do percurso, é muito provável que o calçado e as meias estejam molhadas; :)
– no guia referia a existência de uma lagoa e, de facto, existe, mas é de pequenas dimensões e não tão propícia a banhos como imaginávamos. Se começar no lado do Fanal, encontra-se no final da escadaria, ao lado esquerdo e, no lado direito, a indicação para continuar até o Curral Falso.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s