Caminho com acompanhamento espiritual

PT

cruz

Contra todas as expectativas e sinais dos tempos, cada vez recebo mais mensagens de pessoas que pretendem fazer o Caminho de Santiago em grupo mas com acompanhamento espiritual. Alguns iniciantes, outros “repetentes” que apesar de conhecerem todos os outros benefícios da experiência, pretendem aprofundar essa “vertente”.

Infelizmente, as respostas a essa procura ainda são escassas (no que daquilo tenho conhecimento). Quando há directores espirituais rumo a Santiago, normalmente são-no em grupos fechados/privados (Escuteiros, Paróquias/Catequese, Instituições, …) apenas acessíveis aos seus membros directos. É uma lacuna ainda.

Possíveis soluções:

GPS do Peregrino: pequeno livro de bolso, em formato de agenda, dividido em duas propostas de peregrinação: uma rumo ao santuário mariano, outra a Santiago de Compostela. Está recheado de conselhos práticos, orações e pistas para meditar não só na preparação da peregrinação como ao longo da mesma.

Passo-a-Rezar: áudio (com possibilidade de fazer download), com várias reflexões (pessoalmente, aprecio as “7 Pausas na Beleza”), a recitação do Terço e uma secção dedicada ao Caminho de Santiago com reflexões preparadas para oito dias e seguindo uma sequência lógica, desde a pré-preparação, o início do caminho, as dificuldades, o encontro com Deus e com terceiros, a chegada e o regresso a casa.

Click to Pray: aplicação para telemóvel onde diariamente são apresentadas três propostas de reflexão.

Outras aplicações de telemóvel: existem aplicações com a totalidade dos textos bíblicos ou apenas com a liturgia diária, facilitando o transporte.

Reflectir em grupo: acompanhei na Via de la Plata um trio de peregrinos franceses que ao caminhar, liam um texto, tinham um momento de silêncio/reflexão e, posteriormente, cada um partilhava com os demais os seus pensamentos.

Missa (do Peregrino): nas localidades onde é possível participar na Missa, aproveitar para conversar com os sacerdotes (ou religiosas). Daí poderão surgir boas pistas para continuar a caminhar nesta vertente.

Na última peregrinação (Caminho Português), além de algumas das estratégias acima mencionadas, preparei ainda, nos meses antecedentes à partida, alguns papelinhos com frases que ía encontrando e que me pareciam serem propícias à reflexão. Cada dia, pela manhã, antes de iniciar a caminhada, retirava um papel.

As dicas poderão não ser as ideais quando se gostaria de ter uma presença física e mais pessoal a acompanhar-nos. Em todo o caso, que não seja motivo de desânimo, peregrinar já será em si um bom motivo de reflexão e de enriquecimento pessoal.
(E porque não aproveitar para incentivar o seu pároco, por exemplo?) ;)

Bom Caminho! :)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s