Touching lives

CF - Touching livesPor estes dias recebi um e-mail numa caixa que, infelizmente, não tem tantas notícias quanto as desejadas. Mas, este e-mail era tão simpático, tão simpático, que não fosse ter o meu nome lá escrito e a alusão ao blog, pensaria que se teriam enganado no destinatário.
Embora não me reconheça, por agora, na descrição feita, anseio vir a ser essa pessoa, portanto, logo depois da alegria de receber tal mensagem, surgiu um problema: e agora como agradecer? Só me surgia “obrigado”. Parece tão simples porque o usamos diariamente, mas eu sentia aquele obrigado do tamanho do mundo, de forma que abafou todas as outras palavras. Alguém que não me conhecendo se dá ao trabalho de enviar uma mensagem, de elogiar, de partilhar um pouco da sua vida e me motivar para continuar nas minhas batalhas, mereceria muito mais, sem dúvida!, mas nestas alturas, peco sempre pela escassez e sai um “Obrigado”. A imagem que me veio à lembrança foi a da história de Amália Rodrigues, em que um dia alguém lhe perguntou porque dizia tantas vezes “Obrigado” nos concertos, enquanto a aplaudiam. A resposta foi que perante tal manifestação do público, que mais se poderia dizer se não “Obrigado”, pois todas as outras palavras seriam supérfluas. Na minha pequena escala, identifiquei-me com estas palavras.

Tudo isto fez-me repensar em algo que tem sido muito presente nos últimos tempos e cada vez mais: Em quantas vidas tocamos? E por quantas já fomos tocados? Bom, eu, conscientemente, por imensas, fora todas as outras!! Uma palavra ou um gesto de um desconhecido, uma fotografia numa exposição, uma pintura, um livro, uma música, um blog, um post… Será impossível agradecer a todos os que contribuíram/contribuem para o meu eu, mas cada vez mais tento não deixar o “obrigado” órfão. Se anteriormente mais vezes não o disse, é porque a timidez  não o permitiu, e ainda não permite como gostaria, mas lá chegaremos. :)

OBRIGADA a todos! :)

(Fonte Imagem: Cláudia Florença Photography)
Anúncios

4 thoughts on “Touching lives

  1. É tão simples dizer Obrigada e no entanto as pessoas fazem-no tão pouco, ou de uma forma tão pouco sentida! Obrigada por lembrares da importância de o fazer. Um bom dia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s