Irmã Morte

Memorial-near-Zariquiegui-Spain-Camino-de-SantiagoSempre que vou de viagem ou fazer algo para longe de casa, faço questão de dizer aos que ficam (família), que caso aconteça algo menos bom, que não se preocupem, pois fui fazer algo de que gostava muito e estava feliz.
Quando parti rumo a Santiago não foi diferente e não disse apenas por dizer, mas porque era realmente o que sentia.

Ao longo do Caminho Francês, não houve um único dia em que não encontrássemos um memorial em homenagem a algum peregrino que tenha falecido a tentar percorrê-lo.
Quando, por vezes, nos achamos auto-suficientes por ter na mochila tudo o que precisamos e pensamos que tudo depende da nossa condição física, sentido-nos até um pouco orgulhosos com isso, estes memoriais são uma boa forma de nos relembrar que apesar de dar-mos o nosso melhor, há sempre aspectos que nos escapam, devolvendo-nos por isso à nossa pequenez. É essencial esta humildade, mesmo para os mais aventureiros, pois é daqui que advém o facto de sermos mais precavidos e de evitar situações mais complicadas.

Não fique, no entanto, a ideia de que o Caminho é mortífero, pois é uma percentagem mínima de casos destes que ocorrem comparativamente com os milhares de peregrinos que estão continuamente no Caminho!

(Fonte Imagem: aqui)
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s