Recordações: “Duas almas não se encontram ao acaso”

“ACASO

“Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, pois cada pessoa é única
e nenhuma substitui outra.
Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, mas não vai só
nem nos deixa sós.
Leva um pouco de nós mesmos,
deixa um pouco de si mesmo.
Há os que levam muito,
mas há os que não levam nada.
Essa é a maior responsabilidade de nossa vida,
e a prova de que duas almas
não se encontram ao acaso. “

(Antoine de Saint-Exupéry)

No caminho encontra-se muita gente, de diversas origens, com diferentes objectivos e pontos de vista. Ao reler os meus apontamentos por estes dias, recordei-me de vários peregrinos, conversas e partilhas. Bonitas lembranças! ;)

David, Michael, Franca, Girardi, José, Sónia, Raúl, António, Michelle, Metod, casal Silva, Ana, Hugo, Linda, Fábio, hippie alemã, casal de Aljezur, japonesa, holandesa, polaco, madrileno, …
Obrigada! :)

(Fonte Imagem: http://pastoralmir.blogspot.pt/2007/10/ensaio-3-peregrinos-e-forasteiros-parte.html)
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s